munique. carros.

por estes dias tenho corrido pouco. nada de preocupante pois a época está feita e os objectivos a que me tinha proposto foram alcançados. entretanto o trabalho levou-me até munique, pelo que tive a oportunidade de dedicar algum tempo a dois assuntos que também merecem a minha atenção: carros e cerveja. duas coisas que os alemães fazem particularmente bem.

bayerische motoren werke. dito assim parece um palavrão sem sentido. já bmw é outra coisa. começou pelos motores de avião em 1916, seguiram-se as motas em 1923 e finalmente adicionaram-lhe os carros em 1928. sobreviveu aos dois conflitos mundiais e reinventou-se no início da década de 50. de forma a partilhar a história e valores da marca, a bmw possuí um impressionante complexo na cidade de munique, que congrega quatro edifícios: a sede (bmwvierzylinder), o museu (bmw museum), uma fábrica que produz veículos da série 3, e a mais recente loucura arquitectónica da cidade, o bmw welt.

o museu, na gíria local denominado “taça de sopa” devido à sua original forma, foi inaugurado em 1973 e projectado pelo arquitecto austríaco karl schwanzer. alberga uma exposição permanente que percorre nove décadas de história da marca, num ambiente que, pese embora os 37 anos de existência do edifício, continua a ser pautado pela modernidade e arrojo de linhas. uma das mais extraordinárias peças em exposição é a escultura kinética, um conjunto de 714 esferas em aço que estão em constante mutação, esculpindo diversas formas de carros. no espaço dedicado às exposições temporárias e até junho de 2011, está a bmw art cars, uma mostra que reúne, pela primeira vez, 15 dos 17 carros pintados por grandes nomes da arte moderna. este projecto teve o seu início em 1975, com o primeiro carro a ser pintado por alexander calder, sendo que o mais recente é uma estonteante explosão de cor produzida por jeff koons. pelo meio podemos apreciar as obras de david hockney, roy liechtenstein andy warhol, entre outros. uma ligação perfeita entre engenharia e arte.

adjacente ao museu está o bmw welt, um magnífico edifício projectado por wolf d. prix, do gabinete de arquitectura austríaco coop himmelb(l)au. o edifício inclui um vasto salão de exposição onde a bmw mostra a sua gama de veículos, bem como salas de conferências, restaurantes, cafés e uma loja com todo o merchandising da marca. em resumo, tudo o que os mais devotos fãs da bmw possam imaginar, está ali disponível. haja dinheiro.

bmw e munique são indissociáveis. sempre na linha da frente da inovação e qualidade, a bmw tem hoje um sólido estatuto de marca de luxo, sendo a maior e mais rentável entre as marcas ditas de nicho. desde 1951 a dar um sentido diferente e inovador à palavra automóvel.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s