a locomotiva humana.

recém chegado aos escaparates está o livro correr, do premiado escritor francês jean echenoz. este romance relata, em pouco mais de 100 páginas que se lêem num ápice, um período que abarca quatro décadas da vida de uma das maiores lendas do atletismo: emil zatopek.

a história de um homem simples, cuja entrada no universo do atletismo deslumbrou e levou ao delírio milhares de fãs por todo o mundo, tendo pulverizado todas as marcas entre os 5 km e a maratona registadas até então. em 1952, nas olimpíadas de helsínquia, comete a enorme proeza de se sagrar campeão olímpico nas distâncias de 5 e 10 km e ainda da maratona, feito que perdura inigualado até aos dias de hoje.

na sua checoslováquia natal percorre todo um caminho que o entroniza como herói nacional, e que posteriormente o faz passar pela ignomínia de ser proscrito pelo regime comunista imposto na sequência do fracasso da primavera de praga, na qual zatopek manifesta o seu apoio a uma sociedade livre. durante 6 penosos anos é enviado para trabalhos forçados nas minas de urânio e, posteriormente, obrigado a trabalhar na recolha do lixo em praga.

a tudo resiste emil zatopek, que é reabilitado na década de 90, vindo a falecer em 22 de novembro de 2000 com 78 anos. sempre o grande campeão e motivo de orgulho nacional para os seus compatriotas.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s