11 décadas de história.

sempre gostei destas simpáticas máquinas amarelas, pelo que hoje fui assinalar o 110º aniversário da inauguração em lisboa da primeira linha de carros eléctricos, com uma corrida pelo traçado original da mesma.

na madrugada de 31 de agosto de 1901, há precisamente 110 anos, entrou em funcionamento em lisboa a primeira linha de carros eléctricos, ligando a zona ribeirinha da cidade entre o cais do sodré e algés. segundo os relatos da época, a inauguração desta linha de tracção eléctrica atraiu um vasto número de pessoas, curiosas em testemunhar este importante melhoramento da capital e da sua rede de transportes públicos. o sucesso deste empreendimento foi tal que se acabou por proceder à electrificação total das linhas até meados de 1905, promovendo o desaparecimento dos célebres “americanos” de tracção animal. aliando a elegância à comodidade oferecida pelo novo serviço aos passageiros, a introdução dos chamados eléctricos constituiu um importante factor de modernidade, acabando por transformar-se num autêntico ex-libris móvel da capital portuguesa, como atesta o facto de ter passado a figurar iconograficamente nos postais e fotos responsáveis pela promoção turística da mesma.

há muito que o velhinho amarelo desapareceu do percurso que hoje se assinala, mas a sua marca perdura na imagem e alma da “mui nobre e sempre leal cidade de lisboa”.

Anúncios

2 comments

  1. Lisboa é Portugal e o resto é paisagem:
    Embora tenham passado 40 anos entre o aparecimento da primeira linha de carros americanos, entre New Y ork e Haarlem, e a utilização em Portugal deste tipo de veículos (1832-1872), coube à cidade do Porto dar, no nosso país, o início à sua exploração.
    Em 1878 surgiu nesta cidade uma linha utilizando tracção a vapor e, em 1895, a primeira linha da Península Ibérica explorada com carros eléctricos. Estes tinham feito a sua aparição 16 anos antes, embora em termos experimentais, em Berlim.
    Até 1904 coexistiam os três modos de transporte dado que, nesta data, desaparecem os carros americanos. Só 10 anos mais tarde (1914) deixa de ser utilizada a tracção a vapor e, durante 34 anos, as populações do Porto e dos concelhos limítrofes são transportadas apenas em carros eléctricos.
    É, portanto, em 1948 que os autocarros começam a prestar serviço nesta cidade, e é em 1959 que se junta um terceiro modo aos dois já existentes – o troleicarro – até 1997.
    http://www.stcp.pt/pt/stcp/historia.htm

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s