II trail terras do grande lago.

4h35m10s. 7m38s por km. fraquinho!  4h35m10s. 7m38s por km. muito bom! é a velha história do copo meio cheio ou meio vazio. esta analogia ilustra a minha participação no trail das terras do grande lago, de longe a prova mais difícil em que me aventurei até hoje. 35 km já por si nunca são fáceis, mas com a brutal temperatura do passado domingo são uma tarefa duplamente difícil. participei com o objectivo de conhecer uma prova nova e treinar para a próxima maratona, sem grande preocupação de tempos ou de ritmos, mas sempre com o intuito de dar o meu melhor. dei e de que maneira! vim de lá 2 kg mais leve, com dois dedos do pé direito muito maltratados e com dores em músculos que nem sabia que existiam… o que não nos derruba torna-nos mais fortes!

a prova

esta é uma prova que não tem partes fáceis. alguns segmentos são menos difíceis, mas nunca fáceis. pode até ser encarada como três provas na mesma prova, a primeira com 15 km entre o ponto de partida e a aldeia da amieira, a segunda com 7 km desde a amieira até ao km 22, e a terceira entre este ponto e a vila de portel. na primeira rola-se dentro da normalidade, o percurso decorre por um ondulado mais ou menos suave e pelas margens do grande lago. no segundo e terceiro troços a conversa é outra. são subidas atrás de subidas que estouram com os gêmeos, entrecortadas por descidas que dão uma valente tareia aos quadricípites.

a organização

impecável. em todos os sentidos. alojamento, transporte dos atletas para a partida, informação diversa. naquilo que mais interessa, o apoio aos atletas em prova, excederam-se. anteciparam as condições atmosféricas e reforçaram os muito bons abastecimentos disponíveis a cada 5 km. água, bebidas isotónicas, fruta, nada faltou. assim como nunca faltou uma palavra de incentivo aos participantes que iam passando pelos mesmos. saliento igualmente um gesto de grande consideração pelos atletas, pois mesmo os últimos a cortar a meta tiveram direito a ser recebidos como todos os que os antecederam. não posso igualmente deixar de salientar dois pormenores: o primeiro é que nesta prova ninguém fica para trás e, o segundo, o seu carácter ecológico. a organização disso se assegura, no primeiro caso através da figura do ‘atleta vassoura’ e, no segundo, pela forma como são disponibilizados os liquídos nos abastecimentos. as bebidas são servidas a copo e maioritariamente consumidas no local, sendo tudo devidamente descartado e levado para reciclagem.

apesar do esforço intenso, cheguei ao fim com um grande sorriso na cara. de alívio? sim. mas acima de tudo de enorme satisfação.

um grande aplauso para a equipa de ‘o mundo da corrida’.

Anúncios

One comment

  1. Parabéns Paulo
    Pela participação e conclusão de tão dura prova ( com o calor ainda mais )
    Pelo que já li noutros blogues foi muito dificil.

    Um excelente treino de 35 km a caminho da Maratona

    com os cumps
    J.Lopes

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s