momentos de glória.

há três décadas que esta imagem faz parte do imaginário de muitos corredores. um grupo de atletas correndo na serena e belíssima praia de west sands em st. andrews na escócia, em câmara lenta e ao som da música tema do filme, a qual se tornou no hino oficial das maratonas por esse mundo fora.

chariots of fire, hoje elevado ao estatuto de filme de culto, conta a história da rivalidade entre 2 velocistas britânicos durante a preparação para as olimpíadas de paris em 1924, numa narrativa que confronta raça e religião, consciência individual e espírito de equipa. de um lado harold abrahams, um judeu determinado que corre pela fama e para escapar ao preconceito, do outro eric liddell, um católico devoto que corre por deus.

para efeitos dramáticos o filme não retrata fielmente a realidade, dado que os personagens apenas por uma única vez se defrontaram directamente, numa prova de 200 metros. porém, o que tornou este filme num enorme sucesso é o confronto entre dois homens focados num mesmo objectivo, vencer, e o caminho que percorrem para o atingir.

ao sucesso obtido entre o público e a crítica juntou a academia de hollywoodoscares no ano de 1982, entre eles o de melhor filme e o de melhor banda sonora. passaram 30 anos mas, hoje como há três décadas, (re)ver momentos de glória provoca o mesmo efeito: dá vontade de calçar as sapatilhas e ir correr.

Anúncios

One comment

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s