a rota da água.

rota da água 1 e 2. de distância e grau de dificuldade médios, estes percursos têm 7 e 8 km, respectivamente, e atravessam uma série de espaços recreativos e de lazer, entre eles o espaço monsanto, o parque recreativo do alto da serafina, o parque da pedra, o parque do calhau e a mata de s. domingos de benfica. o aqueduto das águas livres acompanha uma parte do traçado, fazendo com que estes percursos, com vários troços em comum, sejam bastante interessantes e variados.

a rota da água deve o nome ao troço do aqueduto das águas livres que se inicia em benfica, mais propriamente na estrada do zambujal, e termina junto à mãe de água, nas amoreiras. composto maioritariamente por troços subterrâneos que atravessam a serra do monsanto e as quintas que lhe ficam no sopé, existem quatro troços à superfície que desenham um trajecto sinuoso, o primeiro dos quais ocorre no sítio do barcal, em plena vertente da serra. este troço tem uma extensão de aproximadamente 3,5 km e será percorrido ao longo das pistas do aqueduto e da água.

o percurso 1 faz parte do conjunto de rotas pedestres publicadas em 2011 pela divisão do ambiente da c.m.l., tendo sido devidamente marcado por sinalética específica que permitia percorrê-lo em modo auto-guiado. na actualidade a realidade é bem diferente dado que grande parte da sinalização já desapareceu, essencialmente por dois motivos: a passagem do tempo e o vandalismo.

sinalética de orientação.

a primeira fez com que as marcas pintadas tenham vindo a ficar imperceptíveis em muito dos sítios onde foram colocadas e o segundo resulta da acção dos bandalhos que mais não fazem do que destruir o que é de todos nós. as pistas estavam todas assinaladas com postaletes em madeira e uma placa circular em metal, as quais têm vindo a ser roubadas na quase totalidade dos marcos. restam cada vez menos, tornando a orientação de quem utiliza as rotas bastante mais complicada.

o percurso 2 é uma adaptação do p1 e que se apresenta mais exigente em termos de distância e grau de dificuldade. é uma excelente alternativa para aqueles dias em que se quer fazer um treino mais intenso pois os desníveis são bastante acentuados, mantendo porém alguns troços mais planos que permitem a recuperação do esforço.

em comum têm duas características: bonitas perspectivas dos caminhos de monsanto e permanente contacto com a natureza.

vamos percorrê-los?

nada tirar excepto fotos, nada deixar senão as pegadas, nada matar a não ser o tempo. 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s