o montado de monsanto

Em 1868 surge a ideia de arborizar a serra de Monsanto para, à semelhança do parisiense bosque de Bolonha, ser um grande parque de passeio dos lisboetas. No entanto, foram precisas mais de cinco décadas para que o projecto fosse implementado e, só em 1929, sob a égide Linhares de Lima, então ministro da agricultura, foi criada a primeira comissão para elaborar o respectivo plano de arborização.

montado

Henrique Linhares de Lima (1876-1956) e Joaquim Rodrigo (1912-1997)

A plantação das primeiras árvores no âmbito do mesmo iniciou-se em 1938, sendo que as poucas existentes eram as da mata de São Domingos de Benfica, as da Tapada da Ajuda e ainda algumas oliveiras que ladeavam as estradas que dividiam os terrenos. A árida serra tornou-se então palco de uma “guerra pacífica”, na qual a mocidade portuguesa, os trabalhadores desses terrenos e os prisioneiros do forte de Monsanto tiveram o papel de criar vida, através da plantação dos milhares de árvores que revestem o local, tendo o plano sido dado por concluído em 1960. Como responsável pela gigantesca tarefa destacou-se o engº silvicultor Joaquim Rodrigo, que dedicou a Monsanto quase três décadas da sua vida activa. O ato simbólico de plantação da primeira árvore coube ao marechal Óscar Carmona, 11º Presidente da República e primeiro do Estado Novo. E que árvore foi? segundo os relatos da época “…uma linda acácia…“, uma espécie exótica infestante.

Parque de estacionamento do bairro do Calhau. É aqui que começo este percurso subindo em direcção ao parque com o mesmo nome, tendo à direita um grande prado e à esquerda a orla de um bosque. Percorridos 400 m chego a um dos pontos de referência deste percurso, as ruínas do moinho das Três Cruzes. Situado a 115 m de altitude, de paredes de basalto e cantarias de calcário, revela a litologia dos solos de Monsanto e proporciona uma vista muito abrangente de Sete Rios. Prossigo descendo umas escadas em cimento, entro num trilho pouco marcado pelo qual alcanço o caminho alcatroado principal. Estou em pleno parque do Calhau, um prado salpicado de sobreiros, azinheiras, carvalhos e pinheiros-mansos, numa paisagem aberta tal como num montado alentejano e que não se encontra em mais nenhum local do parque florestal.

montado1

O percurso continua agora pela esquerda na pista do aqueduto, acompanhando os respiradouros da monumental obra. No fim da pista sigo pela direita, tomando o trilho que percorre as traseiras do bairro da Serafina até ao parque da pedra. Neste local sigo pelo caminho principal entre as duas pedreiras até chegar à estrada da Serafina, a qual atravesso. Continuo pela pista Mário das ovelhas que segue pelo lado esquerdo do restaurante e paralela à vedação do parque recreativo. Um pouco antes do estacionamento tomo a esquerda por um trilho pouco definido e, ao chegar ao entroncamento com um caminho mais largo, viro à direita até chegar uma vez mais à estrada da Serafina.

montado2

Do outro lado encontro dois caminhos de terra, cada um deles com um sinal de trânsito proibido. Sigo pelo da esquerda, entrando pela mata de pinheiros-mansos. Do lado direito passo uma pequena construção um pouco escondida pela vegetação, e uma vintena de metros depois viro à direita num caminho estreito e curvilíneo que percorre um bosque de características mediterrânicas que  desemboca no caminho alcatroado junto ao montado. Sigo pela esquerda e, um pouco adiante à direita, tomo o troço empedrado que passa junto a um aprazível parque de merendas. Pouco depois estou de novo no caminho alcatroado principal, no fim do qual viro à esquerda de regresso ao ponto de partida.

Características do percurso – piso: misto (terra batida, empedrado e alcatrão); distância: 3 km; retorno: não (circular); água: sim; estacionamento: fácil; grau de dificuldade (1 a 5): 2; coordenadas gps do ponto inicial/final: n38º 44.342′, w9º 10.655′; altimetria: gráfico abaixo.

Nada tirar excepto fotos, nada deixar senão as pegadas, nada matar a não ser o tempo.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.