os miradouros de monsanto.

Parque de estacionamento do bairro do Calhau. É ali que começo este percurso panorâmico, subindo em direcção ao parque com o mesmo nome, tendo à direita um grande prado e à esquerda a orla de um bosque. Percorridos 400 m chego à primeira paragem deste percurso, o miradouro do Moinho das Três Cruzes. 

moinhos das três cruzes. altitude 125 m.

moinhos das três cruzes. altitude 125 m.

Situado a 125 m de altitude proporciona uma vista muito abrangente de Sete Rios e parte do vale de Alcântara, sendo que da construção original nada resta senão as actuais ruínas. Prossigo descendo umas escadas em cimento, entro num trilho pouco marcado pelo qual alcanço o caminho alcatroado principal que atravessa o parque do Calhau, um prado salpicado de sobreiros, azinheiras, carvalhos e pinheiros-mansos, numa paisagem aberta tal como num montado alentejano e que não se encontra em mais nenhum local do parque florestal.

Sigo pela esquerda e, um pouco adiante à direita, entro no caminho estreito e curvilíneo que percorre um bosque de características mediterrânicas que vai desembocar na estrada da Serafina, junto do acesso ao parque de estacionamento do parque recreativo do Alto da Serafina.

alto da serafina. altitude 148 m.

alto da serafina. altitude 148 m.

Também conhecido por parque dos Índios, foi inaugurado em 1992 e ocupa uma área de 5,6 ha, dispondo de um vasto conjunto de equipamentos lúdicos destinados a várias faixas etárias, tais como restaurante, parque de merendas, infantil e de aventuras, escola de condução infantil, coreto e um miradouro que, por cima da copa das árvores, proporciona uma peculiar vista de partes da cidade.

Saio do parque e prossigo pela direita no caminho de terra que segue paralelo à estrada da Serafina até entroncar na estrada da Bela Vista, pela qual subo ao longo de quase 2 km até ao próximo destino, o restaurante panorâmico e respectivo miradouro.

restaurante panorâmico. altitude 205 m.

restaurante panorâmico. altitude 205 m.

Uma das mais belas construções de Monsanto está totalmente votada ao abandono e em acelerado estado de degradação. O imponente edifício projectado pelo arquitecto Chaves da Costa e inaugurado em 1968, à época um dos mais luxuosos restaurantes da capital, está fechado há quase década e meia e sem qualquer plano de recuperação a curto prazo. Do seu miradouro, o ponto de observação mais alto de Lisboa, a cidade e seus arredores eram vistos numa espectacular panorâmica de 360º da qual estamos privados.

Tristemente, só nos resta assistir à sua destruição às mãos dos vândalos que, sem qualquer respeito pelo património, têm devassado o interior do mesmo e roubado tudo a que possam deitar a mão. Restam (até quando?) os belos relevos cerâmicos da autoria de Manuela Madureira, que constituem o magnífico painel “Figuras e cenas da cidade de Lisboa” que decorava parte da sala do restaurante. Irremediavelmente perdida está a bela pintura mural de Luís Dourdil que acompanhava a escadaria de acesso à dita sala. Será que alguma vez vamos ter de volta este magnífico local?

pm

panorâmico de monsanto. fotos de joão brites geraldes. arquivo municipal de lisboa.

Vencida a estrada da Bela Vista prossigo pela Av. Tenente Martins até às rotundas de Monsanto. Atravesso o viaduto sobre a A5 e a estrada do Alvito pela passadeira do lado esquerdo, após o que entro no trilho do circuito de manutenção e subo em direcção à casa dos serviços florestais, chegando assim à quarta paragem deste percurso, o miradouro Keil do Amaral.

keil do amaral. altitude 188 m.

keil do amaral. altitude 188 m.

Em 1940, o arquitecto projectou um centro de desportos para esta área, do qual só foi construído o miradouro, um bonito local que desce em pequenos socalcos empedrados até um patamar de onde se tem uma vista sobre a Tapada da Ajuda, o estuário do Tejo, a ponte e o Cristo Rei, este já na outra margem.

Apreciadas as vistas continuo o percurso descendo as escadas em pedra que acedem ao trilho que me leva até ao miradouro do Moinho do Penedo ou do Alferes.

moinho do penedo. altitude 198 m.

moinho do penedo. altitude 198 m.

Em meados do século XIX existiam cerca de 75 moinhos em Monsanto, dos quais o do Penedo foi o último a encerrar no ano de 1925. O projecto para o parque tornou-o, em 1942, num miradouro, do qual se abre uma enorme clareira onde se encaixa o anfiteatro, proporcionando uma espectacular vista em tudo semelhante à da paragem anterior.

Deixo o moinho para trás e desço pelo caminho de terra que segue paralelo à alameda até chegar à estrada do Penedo, a qual atravesso na passadeira. De seguida subo pela pequena alameda de ciprestes e chego ao miradouro do jardim de Montes Claros.

montes claros. altitude 181 m.

montes claros. altitude 181 m.

Construído em 1946, inicialmente como casa de chá, é um amplo e aprazível espaço de linhas sóbrias com vários locais que convidam a uma pausa. A ampliação para restaurante aconteceu em 1949, não se alterando o seu miradouro que permanece como um dos mais aprazíveis que a serra oferece, agora com aspecto bastante cuidado em virtude da recente intervenção que visou a recuperação do edifício e toda a sua envolvente.

montes claros. vistas.

montes claros. acesso ao patamar superior e vistas.

Prossigo descendo o trilho paralelo à estrada do Outeiro e, após percorrer 1,8 km viro à direita na pista da encosta das Lunetas, pela qual subo até ao próximo destino que dá pelo nome de miradouro dos Moinhos do Mocho.

moinhos do mocho. altitude 170 m.

moinhos do mocho. altitude 170 m.

Construídos durante o período do Estado Novo, com a sobriedade e austeridade características do seu autor, o arquitecto Keil do Amaral, é uma área de estadia onde se destacam dois moinhos, lembrando um passado em que campos cerealíferos revestiam a serra. Meio escondido na floresta e pouco visitado, este tranquilo local também se encontra em acelerado estado de degradação por via do abandono a que foi votado, não se vislumbrando dali qualquer panorâmica digna de registo.

Por fim e após três centenas de metros percorridos na pista principal chego ao miradouro da Luneta dos Quartéis, a derradeira paragem deste percurso.

luneta dos quartéis. altitude 178 m.

luneta dos quartéis. altitude 178 m.

Percorro o miradouro pelo lado de fora, num espaço outrora ajardinado e com uns bancos voltados para as vistas, de onde são bem visíveis as marcas do desordenamento do território e da ocupação anárquica de solos nos subúrbios de Lisboa. Para este local, hoje totalmente abandonado, existe a intenção (por iniciativa da União Budista Portuguesa) de instalar um templo budista, denominado Casa da Paz. Com este ou outro projecto é urgente que o local seja recuperado, de forma a evitar que, a curto prazo, nada mais reste senão um amontoado de ruínas.

Visitados todos os miradouros deste percurso é tempo de voltar ao ponto de partida, o que faço percorrendo os trilhos da pista da Rua Fria até ao entroncamento com a encosta do Barcal. Ali chegado desço em direção ao caminho que segue paralelo à estrada com o mesmo nome e continuo até ao cruzamento com a Av. 24 de Janeiro. Após atravessar esta via entro na pista ladeada pelo muro do palácio do Marquês de Fronteira, a qual termina junto ao parque de estacionamento de onde parti há 14 km atrás.

Este é talvez um dos percursos mais bonitos para se fazer em Monsanto, mas também um dos mais exigentes pelos desníveis que apresenta. Porém o esforço é largamente recompensado, não só pelas bonitas vistas panorâmicas que proporciona, mas também pela tranquilidade dos locais visitados. Fica a sugestão.

miradouros de monsanto

Características do percurso – piso: misto (terra batida, gravilha, empedrado e alcatrão); distância: 14 km; retorno: não (circular); água: sim; estacionamento: fácil; grau de dificuldade (1 a 5): 4; coordenadas gps do ponto inicial/final: n38º 44.342′, w9º 10.655′; altimetria: gráfico abaixo.

alto

alt miradouros monsanto

nada tirar excepto fotos, nada deixar senão as pegadas, nada matar a não ser o tempo.

monsanto lx1

Anúncios

17 comments

  1. Um treino lindíssimo.
    Eu que até costumo treinar em Monsanto não conheço alguns desses miradouros.
    Muito interessante. Parabéns pelo belo treino e pelo belíssimo relato.
    Boas corridas!

    1. caros jorge e isa,
      em breve poderão participar e ficar a conhecer este percurso na totalidade, dado estar em prepararação o respectivo free training. aguardamos um tempo mais soalheiro e os trilhos mais secos.
      estejam atentos.

  2. Eu praticamente nasci em Monsanto.
    Morei 20 anos junto à cadeia, estudei em monsanto.
    Obrigado pela descrição que me trouxe tantas imagens à memória.

    Hoje moro na zona de Cascais e raramente lá vou.
    Deixo a promessa de que este sábado vou fazer um destes percursos.
    Apetece-me voltar!

    1. será certamente um regresso ao passado que o irá surpreender. o parque florestal está muito mais cuidado e aprazível, embora ainda haja muito por fazer, nomeadamente a remarcação e actualização da sinalética dos trilhos. mas no geral é um local de contacto com a natureza ímpar e que vale a pena (re)descobrir. boas caminhadas.

  3. Paulo primeiro deixe me dizer que tenho pena de ver que de momento não pode correr.
    Em segundo, eu gostava muito de fazer este percurso com o meu pai,há maneira de ter o track da garmin ou algo para me guiar?
    Obrigado pelos óptimos percursos que vai pondo, é pena não estarem agrupados todos na mesma zona do blog para os poder ir fazendo a todos, porque como tão espalhados é dificil de encontrar
    As melhoras

      1. Paulo primeiro obrigado pelo track…
        Fui hoje com o meu pai fazer o percuros, e apesar de alguns enganos em que não fomos igual ao track, demos com tudo…foi dos percursos ou mesmo o percurso que mais gostei de fazer, com muita paragem para boas fotos, e invasão ao restaurante panorâmico…
        Quero repetir várias vezes, e queria saber se leva a mal que organize um treino com o pessoal da corrida neste percurso, claro que lhe será sempre atribuido o mérito do percurso e gostaria mesmo que estivesse presente, se impedido de correr, pelo menos no inicio ou fim
        Abraço e obrigado por esta autentica pérola em Lisboa

      2. ainda bem que foi do vosso agrado. quanto à organização de um treino é só marcar a data, vou poder voltar a correr dentro de 6 semanas pelo que a partir de setembro estou disponível para participar. já tinha falado com o zé bagina para fazermos um treino temático neste percurso, mas não foi possível concretizarmos o mesmo por questões fora do nosso controle. agora que tudo está a voltar à normalidade também espero voltar a retomar os projectos adiados. boas corridas e até breve.

  4. Muito bom percurso! Quero fazer!
    Será que me pode ajudar: Existem algumas ajudas ao percurso para eu não me perder? (não tenho gps). Algum mapa que tenha…
    Os caminhos fora da Estrada estão bem assinalados?
    Muito obrigado!!

    1. Só poderia ajudar cedendo o track de gps. Os caminhos/trilhos estão muito mal assinalados, a sinalética tem sido destruída/roubada e não foi reposta, sendo necessário um bom conhecimento do terreno para não haver enganos. No entanto irei fazer este percurso numa versão actualizada lá mais para o Outono, com divulgação aqui neste espaço. Esteja atento. Cpts.

      1. Muito obrigado na mesma.
        Então para um iniciante, nesta mesma zona, recomenda algum outro caminho mais simples de fazer? Podendo tocar em algumas das mesmas zonas.

      2. Paulo acho que o vi no treino do Correr Lisboa.
        Como lhe tinha dito há quase um ano fiz este percurso com algumas alterações, e mesmo quando vou com amigos adoram o percurso, se quiser envio-lhe o track com as alterações que fiz…e se precisar de ajuda no treino avise que terei todo o gosto.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s