trail das fontes de caneças

Foi do jardim no Largo Vieira Caldas – D. Francisco Vieira Caldas, Visconde de Caneças e fidalgo da coroa portuguesa na segunda metade do século XIX – que partiu e chegou o 1º Trail das Fontes de Caneças.

O nome desta prova derivou das várias fontes existentes na vila, ou nas suas imediações, e pelas quais o percurso passou (ou era suposto passar). No entanto não me lembro de ver nenhuma, provavelmente estava demasiado focado na prova…

Caso tivesse estado atento teria visto as fontes das Fontainhas, das Piçarras (ou de Sto António), de Castelo de Vide, dos Passarinhos e dos Castanheiros, monumentos de uma localidade cuja história se confunde com a epopeia do abastecimento de água à cidade de Lisboa.

Posso não ter visto as fontes mas, para compensar, não me esqueço da “parede” que escalei até ao alto da Pena sob um calor abrasador. Porém, nem a dureza do percurso, nem o calor que se fez sentir – concluí os 13,1 km em 1h48 -, retiraram o prazer de fazer esta prova de cariz solidário, em que o valor das inscrições reverteu na totalidade para os B.V. locais.

Fica assim completo o 1º semestre de provas que foi maioritariamente dedicado às corridas na natureza, as quais entraram em definitivo para o meu calendário anual.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.