autores

correr e meditar

Apesar do título não é um livro sobre a prática da corrida, mas sim um ensaio sobre o mindfulness aplicado à corrida.

Este é o tema nuclear do livro Corra pela sua felicidade, da autoria de William Pullen, um psicoterapeuta inglês que se especializou no tratamento de várias patologias do foro psicológico e precursor do conceito da TCD – Terapia de Corrida Dinâmica, um método que combina a corrida (mas também outros tipos de exercício físico) e esta forma de treino mental.

O objetivo é guiar os praticantes na busca de novos caminhos para uma vida saudável e equilibrada, ensinando a lidar com os pensamentos e as emoções através do confronto de sentimentos vivenciados em fases complicadas das suas vidas.

A junção de dois temas que estão na moda, numa fase em que um deles começa a dar sinais de estar a perder velocidade… (um assunto para abordar noutra ocasião).

Corra pela sua felicidade, William Pullen, Casa das Letras, 978-989-741-679-8

Anúncios

novos títulos (ou sugestões para presentes de Natal)

livros-dez

Corre sem lesões. Um título que remete para o desejo de todos os atletas. As lesões são como os impostos: mais tarde ou mais cedo vamos ter que lidar com o tema. Mas ao contrário dos segundos, as primeiras podem ser evitadas. Ou, pelo menos, prevenidas.

De uma forma sistemática, esta obra da autoria de Ernesto Ferreira, fisioterapeuta especialista em corrida, indica-nos “o que devemos fazer – e não fazer – para evitar uma lesão, sublinhando, entre outros factores, a importância do aquecimento e dos alongamentos, o fortalecimento dos músculos, o planeamento do treino, a melhoria da técnica de corrida ou a escolha das sapatilhas certas.”

Conselhos úteis e regras do senso comum para que possamos correr mais e melhor e, de preferência, sem dor.

Corre sem lesões, Ernesto Ferreira, Esfera dos Livros, 978-989-626-785-8;

Moniz Pereira, vida e obra do Senhor Atletismo. O livro da autoria do jornalista e escritor Fernando Correia, é uma homenagem ao antigo atleta, treinador e dirigente do Sporting falecido no passado dia 31 de julho, aos 95 anos. A história da vida de um Homem ímpar que se confunde com a do atletismo, que amava como ninguém.

Nascido a 11 de Fevereiro de 1921, em Lisboa, foi a referência do atletismo nacional no pós-guerra, especialmente depois do 25 de Abril. Sempre ao serviço do Sporting, de que era sócio número 2, foi, sucessivamente, atleta, seccionista, treinador e, por fim, vice-presidente. A consagração veio depois de 1974, após muitos anos de luta e quando já centenas de atletas lhe tinham passado pelas mãos, tendo ‘feito’ oito campeões de nível mundial e olímpico, a começar pelo lendário Carlos Lopes.

Aprender, sempre, era o seu lema. Duro e exigente no dia-a-dia, a ponto de ganhar fama de obstinado e fanático, era venerado por quase todos que com ele trabalharam. Irónico, mordaz, espírito vivo, apadrinhou iniciativas como a Associação de Amizade Portugal-Portugal, uma bem humorada ‘resposta’ às associações de amizade que proliferaram a seguir à ‘revolução dos cravos’.

Sempre fiz o que gosto com muita felicidade“, afirmava convictamente, e citava, amiúde, o refrão do fado que o celebrizou: “Valeu a pena“.

Histórias escritas na primeira pessoa e que são bem reveladoras do humor de Mário Moniz Pereira e da sua grande paixão pelo desporto, em especial pelo atletismo. Com espaço ainda para, em tom divertido, mostrar o seu entusiasmo pela música e cultura.

Imperdível.

Moniz Pereira Vida e obra do Senhor Atletismo, Fernando Correia, Guerra & Paz, 978-989-702-226-5.